Shopping embargado – TCE-PB suspende licença e promotor denuncia armação para impedir construção do Shopping Intermares

 
“A construção do Shopping Intermares, a surpreendente noticia que a TV Tambaú guardou a sete chaves durante um bom tempo e soltou semana passada como se fosse uma poderosa bomba dos rebeldes sírios no local mais inexpugnável da Damasco protegida por forças leais ao governo tirano e corrupto de Bashar al-Assad, é a estratégia mais bem sucedida, nos últimos anos, da parte de grandes empreendedores de fora e de dentro da Paraíba que desejam dotar João Pessoa de um Shopping moderno e amplo, que pudesse ser fruto do capital e do trabalho limpos e da obediência às leis e processos administrativos decentes.
A Marquise, um conglomerado de capital cearense mas presente na Paraíba há anos, dona da TV Tambaú, do novo empreendimento e de outras empresas sólidas, entregará daqui a dois anos um grandioso Shopping em Intermares, município de Cabedelo, ao lado da pista duplicada da BR 230, área antes blindada pela corrupção a fim de que ninguém pudesse concorrer construindo outro shopping para disputar o mercado com Roberto Santiago – o empreendedor voraz que comprou homens públicos ao longo dos anos para que pudesse ter o monopólio do Manaíra no mercado metropolitano e bancar preços predadores de alugueis em que centenas de inquilinos se submetem sem alternativa”.
O texto acima é parte integrante do artigo “Roberto, o Rei do Shopping, perdeu a coroa”, do renomado advogado Gilvan Freire, no wscom e que integrará seu futuro livro: ‘previsões políticas de um vidente cego. (Leia o artigo na íntegra)
Não é que esta semana a população de Cabedelo, mais uma vez, é surpreendida com a informação de que em uma decisão monocrática do Conselheiro Fernando Catão, o TCE-PB emitiu uma medida cautelar suspendendo a Licença Ambiental (LA), concedida pela Sudema para inicio das obras do tão esperado Shopping Intermares.
Segundo o Promotor do Meio Ambiente de Cabedelo, Rogério Lucas, isso depois de tentativas frustradas, encaminhada por um dos advogados do Shopping Manaíra, em nome de Uma ONG de Campina, a fim de embargar tal licença na Curadoria do Meio Ambiente da cidade. Corajoso, o promotor deu entrevista na imprensa paraibana denunciando a armação contra o empreendimento da Marquise. CLIQUE AQUI para ouvir a entrevista do Promotor.
Agora é hora de um posicionamento mais explicito por parte da Câmara de vereadores e a mobilização popular para barrar mais essa manobra dos que não querem o desenvolvimento de Cabedelo. O MP já se pronunciou e até denunciou para quem o advogado trabalha.
A construção do Shopping Intermares disponibilizará 1.500 (mil e quinhentos) empregos na construção e 4.000 (quatro mil) quando instalado. O novo empreendimento trará para Cabedelo mais emprego, mais concorrência, mais desenvolvimento, mais comodidade e qualidade de vida para a população, mais oportunidades, mais empregados, menos violência, e mais  valorização de um entorno que merece e espera por isso.
“Quem coloca obstáculos contra o shopping intermares não deseja o desenvolvimento de Cabedelo ou teme a livre concorrência” afirma o vereador Eudes e Fernando sobrinho.
Obstante as preocupações do conselheiro do TCE-PB, Fernando Katão, ASPAN, APAN e ONGs de Campina, é sempre bom lembrar que instituições técnicas ambientais como SUDEMA, IBAMA, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, MP, entre outras, acompanham esse processo e já conhecem o impacto socioambiental da obra, através de estudos técnicos que já realizaram na área. Inclusive, emitindo suas licenças para os primeiros passos.
A decisão monocrática do conselheiro Catão não interessa a população Cabedelense, as instituições técnicas ambientais e nem a Curadoria do Meio Ambiente do MP. Dizer que não atestam a obra por preocupação com o meio ambiente é no mínimo estranho. Bem mais próximo da vegetação nativa existem dois condomínios fechados onde inclusive mora o prefeito Leto.
Se a população já foi as ruas pela construção do shopping. O Ministério Público e as instituições técnicas ambientais não enxergam os danos ao meio ambiente. E, após tentativa frustrada de embargo da licença feita por advogado do Shopping Manaíra em nome de ONG de Campina (conforme relata o Promotor do Meio Ambiente de Cabedelo), aqueles que não acreditam em coincidências, é bom exercitar o pensamento tentando entender as seguintes questões: Porque estas entidades não tiveram as mesmas preocupações quando das construções dos condomínios fechados no local?  A quem interessa o embargo ao Shopping Intermares?
Edição de Texto: Aguinaldo Silva
Fotos: Aguinaldo Silva/Internet
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger