Servidores da educação de Cabedelo continuam em greve, acusam o prefeito de encerrar as negociações e afirmam que termo do MP é retrocesso.

 Na última Terça-feira (24/03), após reunião e assinatura de um Termo de Audiência  (TA) no Ministério Público , os servidores da saúde se reuniram em assembléia e decidiram encerrar o movimento grevista .
Ouvido pela reportagem do Cabedelo na Rede, o sindicalista Sandro do SINDCAB, informou que a greve dos servidores da saúde e da educação de Cabedelo, teria sido encerrada por enxergarem avanços nas negociações com a prefeitura no MP e que, a assembléia dos professores, marcada para aquela tarde, apenas ratificaria as decisões já tomadas pelos servidores da saúde (Clique aqui e ouça o que disse Sandro).
A informação foi reformada pelo também sindicalista Manoel Vieira. Segundo ele, os professores não viram avanços nas negociações e decidiram continuar em greve até que o prefeito sinaliza com algo concreto.
Segundo Manoel, o prefeito virou as costas para a educação e não quer mais conversar com o movimento grevista.  “Ele quer nos vencer pelo cansaço e é ruim quando o gestor toma essa atitude, pois se trata de crianças que estão fora da sala de aula. Quando o prefeito vira as costas para um movimento legítimo como o nosso, vira também para a educação” afirmou.
Para o sindicalista não houve acordo no MP, o que aconteceu foi a assinatura de um Termo de Audiência, onde o gestor se compromete com algumas coisas e outras não.  “No geral, o termo assinado no MP representa um retrocesso! Com isso, alguns pontos onde já tínhamos avançado retrocederam e a categoria decidiu pela manutenção da greve, por tempo indeterminado”, informou ele.
“Querem nos vencer pelo cansaço e pelo cansaço não vão nos vencer, porque não estamos fazendo um movimento irresponsável. Queremos sim voltar a trabalhar! Porem, com algo construído como resultado da greve! Afirmou.
Os grevistas estão visitando as escolas nas comunidades em busca do apoio da população e já agendaram uma nova assembléia para a próxima terça-feira (31/03), as 09:00hs, onde farão nova avaliação.
“Só quem acaba com a greve é a assembléia, mediante os avanços das negociações e no momento o diálogo foi interrompido pelo prefeito, nem negociar eles querem mais!” Protestou (Clique aqui e ouça o que disse o sindicalista Manoel Vieira).
A reportagem procurou ouvir a secretária municipal de educação, mas foi informado que a mesma encontrava em reunião com o prefeito e não poderia atender a equipe e nem nos ligou ate o fechamento da matéria.
Texto e reportagem: Aguinaldo Silva
Fotos: Moiseis.
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger