Leto Viana nega calote à Marquise e realiza no final de semana em Cabedelo o mutirão “Todos unidos por uma cidade limpa"

Depois de intensa repercussão sobre a desistência da empresa Marquise Ambiental em fazer a coleta de lixo do município de Cabedelo, devido a uma dívida acumulada em dez meses de cerca de R$ 6,4 milhões, o prefeito Leto Viana anunciou e realizou neste final de semana, em parceria com empresas cabedelenses, vereadores da bancada e auxiliares, o mutirão “Todos unidos por uma cidade limpa”, para limpar a cidade.
Em nota distribuída à imprensa, o gestor afirmou ter efetuado um pagamento equivalente a três meses de serviços à empresa responsável pela coleta de lixo, totalizando mais de R$ 1,5 milhão. “Recebemos uma dívida de, aproximadamente, R$ 6 milhões referente a nove meses de coleta de lixo, junto à empresa prestadora do serviço, a Marquise Ambiental. Pagamos uma parte, mas, em dois meses, é humanamente impossível resolver todos os problemas da nossa cidade, que são muitos, acumulados ao longo de décadas”. Afirmou Leto.
O prefeito coordenou pessoalmente os trabalhos do mutirão de limpeza que teve inicio as 07h30 de sábado (08), na Praça Getúlio Vargas e continuou no domingo (9) no Renascer, com a concentração ao lado da Projecta e arrastão nas ruas do bairro e comunidades adjacentes. "Sem nenhum ônus para a Prefeitura, a ação envolveu caminhões, caçambas, retroescavadeira, além de dezenas de agentes de limpeza, para remover os entulhos, o lixo doméstico e as podas de árvores empilhadas nas ruas e calçadas", argumenta a equipe do governo Leto. No Renascer o
vereador Rey esteve na linha de frente do mutirão e participou ativamente do arrastão nas ruas do bairro.
Sobre o calote alegado pela Marquise, Leto Viana declarou que estaria em negociação o parcelamento da dívida total, até que a empresa divulgou, na manhã da sexta-feira (07), através da mídia, uma nota oficial informando a suspensão do serviço de limpeza, antes de notificar a Prefeitura, o que só foi feito no final da tarde da sexta-feira. "Antes mesmo de ser notificada, nessa sexta, a Prefeitura de Cabedelo pagou à empresa coletora de lixo o valor total de R$ 974 mil. Em apenas dois meses da nossa gestão, a empresa prestadora de serviços exigiu o pagamento de uma dívida contraída anteriormente, acumulada ao longo de nove meses antes de eu assumir a Prefeitura. Não entendo porque não foi cobrado à gestão anterior, que contraiu a dívida e nunca foi notificada”, declarou Leto Viana.
Fonte: Parlamento-pb

Fotos: vereador Rey
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger