Governo Leto anunciou que já economizou R$ 1,4 milhão com exoneração de comissionados e vai extinguir secretarias em Cabedelo

O prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PTN), afirmou que chegou a economizar R$ 1,4 milhão com a exoneração de todos os cargos comissionados - com exceção dos essenciais -, corte das gratificações, suspensão dos carros locados - com exceção de ônibus escolares e ambulâncias. “A economia foi de R$ 1,430 milhão em cargo comissionado em 40 dias de gestão”, frisou o prefeito que assumiu com a renúncia do Luceninha (PMDB).
O Prefeito também assinou TAC e se comprometeu em chamar todos os concursados da PMC, em 5 meses.
Entre as reclamações da população, está a exoneração do quadro da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), contudo o prefeito explicou que as demissões foram feitas horizontalmente. “Eu não podia personalizar quem eu ia tirar ou deixar de tirar. Exonerações foram feitas apenas com exceções de serviços que não podiam parar. Recebi uma relação de cada secretaria (e fiz o corte). Toda a exoneração foi feita com rapidez. Nada que agora não possamos restabelecer a ordem”, revelou, dando a entender que pretende montar uma equipe no trânsito para organizar o movimento nas vias da cidade.
Fábio Araújo - Chefe de Gabinete
De acordo com o chefe de gabinete do prefeito, Fábio Araújo, existe a perspectiva de agrupamento de algumas pastas como medida de economia.
O Fato é que, passados 50 dias do novo governo, o prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PTN), ainda não concluiu o quadro de secretários que vai auxiliá-lo durante o seu mandato. Até agora, apenas 13 titulares de um total de 29 secretarias e órgãos estão confirmados, incluindo os cargos de procurador-geral do município e presidente do Instituto de Previdência Social. De acordo com o chefe de gabinete do prefeito, Fábio Araújo, existe a perspectiva de agrupamento de algumas pastas como medida de economia do município, mas esta definição, no entanto, só deverá acontecer no final deste mês.
“Nestes primeiros dias, as prioridades foram outras. Tínhamos os salários de novembro e dezembro, além do 13º a pagar. Dívidas com a empresa de recolhimento do lixo, com fornecedores do hospital e de combustível, portanto, são muitas prioridades. Além disso, a nomeação tem que ser feita com cautela e o perfil dos gestores estudado com calma”, disse Fábio Araújo.
Para reduzir o secretariado, o prefeito Leto Viana terá que submeter à Câmara Municipal o projeto de lei que altera a estrutura administrativa da prefeitura. Atualmente, a prefeitura de Cabedelo conta com 21 secretarias. Se somados os órgãos e autarquias, o número chega a 29. 
De acordo com o chefe de gabinete, como medida de economia para o município, pelo menos quatro secretários nomeados fazem parte do quadro efetivo do município. “Aqueles servidores que já ocuparam cargos em comissão, como o de secretário, possuem os vencimentos incorporados e isso está previsto em lei municipal. Pelo menos quatro secretários já nomeados estão nessa situação, o que representa uma economia para o município”, explicou.
Ainda segundo Fábio Araújo, até a reformulação do secretariado, há casos em que um único gestor responde por duas pastas. É o caso das Secretarias de Educação e Cultura; Segurança e Mobilidade; e Turismo e Eventos. Outra medida foi o corte de 503 servidores comissionados e prestadores de serviço, que gerou uma economia de R$ 1,5 milhão para a prefeitura de Cabedelo. A prefeitura mantém atualmente 424 cargos em comissão.
Estão confirmados como titulares os nomes de Osvaldo Costa (Obras), Adalberto Oliveira (Planejamento), Euzo Chaves (Bem Estar Social), Liene Praxedes (Administração), Clemildo Gomes (Esporte), Flávio de Oliveira (Serviços Urbanos), Nicodemos de Lima (Finanças), Zé Mário Madruga (Receita), André Luís Barbosa (Saúde), Reuben Cavalcanti (Transporte) e Fábio Araújo (Chefia de Gabinete). O procurador-geral do município, Antônio do Vale, e a presidente do Instituto de Previdência, Léa Praxedes, também já foram nomeados.
Para o vice-presidente da Câmara de Cabedelo, Tércio Dornelas, a diminuição da estrutura administrativa da prefeitura é algo necessário, já que a redução das secretarias também representa diminuição de pessoal. “Essa medida precisa ser tomada para economizar, já que cada secretaria implica em despesa com salário de secretário, subsecretário, diretor, coordenador”, ressaltou o vereador.

Edição de texto: Aguinaldo Silva e equipe
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger