Terror contra o shopping Intermares - Grupo espalha boatos visando atrapalhar a construção do empreendimento

Após o tsunami que foi a renuncia de Luceninha, Cabedelo é bombardeada por boatos plantados na mídia que visam atrapalhar o projeto de construção do Shopping Intermares. Inimigos ocultos que se manifestam contrarios ao desenvolvimento da cidade, plantam informações visando atrapalhar o empreendimento.
A nova armação contra o projeto está sendo perpetrada na internet. Informações dão contas de que, jornalistas e lideranças políticas, empresariais e sociais de João Pessoa receberam e-mail espalhando notícias cujos objetivos principais são intimidar a Justiça e criar dúvidas sobre o empreendimento.
De acordo com a notícia (ver abaixo), uma suposta briga de herdeiros estaria atrapalhando o negócio. A falsa notícia diz ainda que investidores avaliaram o terreno em R$ 100 milhões e que, estranhamente, encontra-se no Tribunal de Justiça uma cotação no valor de R$ 400 mil.
Duas outras informações da falsa notícia são a de que o Estado entrou com uma ação para questionar o valor do terreno e que o caso está sendo investigado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
De acordo com os responsáveis pelo projeto, as informações são totalmente falsas - Não existe nenhuma avaliação do terreno no valor de R$ 100 milhões. Essa informação é uma das armações contra o projeto de construção do Shopping. Visa preparar o terreno para novas suspeitas e ações na Justiça contra o projeto.
Ainda segundo os empreendedores, os herdeiros já pagaram todos os impostos devidos e a documentação está pronta para registro. Além disso, não existe ação formal do Estado questionando o valor do terreno. Outra informação falsa é a de que o caso estaria sendo investigado pelo CNJ. “Também não há denúncia formal sobre o assunto”. Informou.
As falsas informações estariam sendo postada de Maceió – Os defensores do shopping estranham que a falsa notícia está sendo postada na internet na cidade de Maceió (AL), por uma pessoa identificada por Felipe Calheiros.
Contradição - A armação é tão grotesca que a falsa notícia fala em ação do Estado contra a homologação da partilha “por suspeita de superfaturação do valor do terreno”. Nesse casso, se houvesse “superfaturação” ou superfaturamento seria vantajoso para o Estado porque o valor do imposto a ser recolhido seria bem maior. “Não existe, pois, lógica alguma na notícia”, afirmou
Confusão e terror - A falsa notícia postada a partir de Maceió (AL) tem o claro objetivo de intimidar a juíza do caso (para que ela retarde no julgamento) e estimular novas suspeitas ações e criar confusão para atrapalhar o início das obras do shopping, que vai gerar milhares de empregos e grande volume de impostos para Cabedelo e para o Estado da Paraíba.
O Grupo Marquise garante que o projeto será executado em breve - A direção do Grupo Marquise, titular do empreendimento, garante que o projeto está concluído e que a empresa aguarda tão somente o registro do terreno para promover o lançamento e o início das obras. A empresa informa ainda que desconhece obstáculos legais à aquisição do terreno e liberação de licenças de construção. “É nosso compromisso investir mais de R$ 200 milhões na construção do Shopping Intermares, gerar milhares de empregos e contribuir para o desenvolvimento da cidade de Cabedelo e do Estado da Paraíba”.

Da Redação com Parlamento PB
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger