Chove quase 200 mm, 180% a mais que o esperado e 2 mil pessoas podem estar desabrigados na PB.

PRF já liberou trecho que passou por interdição na manhã desta quarta, no bairro Castelo Branco. Problemas são identificados em toda a cidade.
A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) informa que choveu 188 mm em João Pessoa, entre as 14h da terça-feira (3) e as 5h da manhã de quarta-feira (4). De acordo com o órgão, o número é 180% maior que a média prevista para todo o mês de setembro na Capital.
Foram 15 horas de chuvas ininterruptas na Grande João Pessoa. Os problemas acarretados com o intenso volume pluviométrico provocaram congestionamentos e alagamentos em praticamente todas as principais vias de acesso da Capital, além de deixar pelo menos duas mil famílias desabrigadas e causar o deslizamento de uma barreira na comunidade São Rafael, no bairro Castelo Branco.
De acordo com o coordenador da Defesa Civil da Capital, Nóe Estrela, todas as casas localizadas em comunidades ribeirinhas de João Pessoa, como no bairro São José, estão muito alagadas. Ele lembra que os dados iniciais mostram que pelo menos mil pessoas podem estar desabrigadas só na Capital. Noé diz que todas as equipes da Defesa Civil estão trabalhando nos pontos mais críticos, como Colinas do Sul, Tito Silva (Miramar) e Mandacaru. São 31 áreas de risco, com uma população pouco maior que 50 mil pessoas.
Em situações de emergência, a Defesa Civil Municipal deve ser acionada através do telefone gratuito 0800 285 9020. Os plantonistas do órgão afirmam que não há informações sobre pessoas feridas com as ocorrências da madrugada chuvosa.
A Polícia Rodoviária Federal informa que foram registrados nove acidentes, com três feridos, até o começo da manhã desta quarta, nas rodovias federais que cortam a região metropolitana de João Pessoa.
A PRF também alerta os motoristas para que tenham cautela ao passar pela BR porque o trânsito está lento, depois da liberação do trecho próximo a comunidade São Rafael no Castelo Branco, onde houve um deslizamento de barreira.
Em caso de emergências, o número da PRF é 191.
A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana da Capital (Semob) também monitora pontos alagados que estão atrapalhando o trânsito de João Pessoa. Alguns acessos estão com tráfego de veículos lento nesta manhã de quarta, como um dos acessos que liga os bairros Valentina e Mangabeira, onde um carro ficou preso dentro da água, rotatórias dos Bancários e da Beira Rio, avenida João Machado no Centro. A Semob interditou as vias localizadas nas imediações da barreira do Cabo Branco e do Farol.
A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil (Compdec) está alerta e as 31 áreas consideradas de risco também estão sendo monitoradas pela Prefeitura de João Pessoa.
Áreas como a comunidade do Timbó (nos Bancários) e Saturnino de Brito (Varadouro), consideradas de risco, receberam investimentos recentes em obras da Prefeitura para evitar problemas nos períodos de chuva. Trata-se do Plano de Contingência, executado pela Defesa Civil em parceria com a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur); Guarda Municipal; e as secretarias de Infraestrutura (Seinfra), Meio Ambiente (Semam), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes) e Saúde (SMS).

Fonte: Portal Correio
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger