Após as chuvas caos se instala e deixam muitos desabrigados nas cidades da Região Metropolitana de João Pessoa.


 Depois das chuvas caídas na Região Metropolitana da Grande João Pessoa, cidades como a própria capital, Cabedelo, Santa Rita e Alhandra, enfrentam agora os problemas deixados após as 15 horas de chuva ininterrupta da última terça (3) e quarta (04/09). Os maiores problemas estão em comunidades como o bairro São José, Timbó e Saturnino de Brito em João Pessoa. Jardins Alfa, Beta, Gama, João Paulo II e Renascer em Cabedelo. Alem de vários barros em Bayeux, Santa Rita e Alhandra.



Os governantes destas cidades sentem-se impotentes diante do dilúvio caído nos últimos dias e com os problemas crônicos de infraestrutura e que já se arrastam por vários anos e governos. “Algo tem que ser feito urgentemente”, afirmam e todos concordam com isso. A cidade de Cabedelo está entre as 14 cidades da Paraíba com maior vulnerabilidade a riscos de acidentes no período chuvoso. De acordo com informação do Coordenador da Defesa Civil cabedelense, já foi feito um mapeamento de todas as áreas de riscos da cidade portuária, para que a atenção dispensada, nas ações de trabalho, nesses locais, sejam maiores.

As chuvas que atingiram João Pessoa e sua Região Metropolitana na tarde da terça-feira (3) e durante a madrugada da quarta (4), deixaram centenas de famílias desabrigadas. Ruas ficaram alagadas. Trânsito congestionado. Uma barreira deslizou na BR-230, próximo ao Castelo Branco, no sentido Cabedelo-João Pessoa, interrompendo um lado da pista. 
No bairro São José na capital, as águas do Rio Jaguaribe transbordaram, inundando casas e deixando pelo menos mil pessoas desabrigadas. Transtorno, também, próximo à Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), no Varadouro. Toda a área ficou alagada e pedestres tiveram que se arriscar dentro das águas.
De acordo com dados da Defesa Civil, somente em João Pessoa havia 31 áreas de risco, o que corresponde a 53 mil pessoas. Em Santa Rita as chuvas danificaram equipamentos e deixou sem água a população da cidade. Segundo informou a gerência regional da Cagepa, o acúmulo de água ocasionou a inundação no sistema de captação de água bruta e danificou equipamentos utilizados no bombeamento. Na cidade de Alhandra, choveu em dois dias, o previsto para o mês inteiro. Em Cabedelo, moradores ficaram ilhados e fecharam a BR 230 no Renascer, exigindo providências das autoridades.
Preocupados, o coordenador da Defesa Civil de Cabedelo, Fernando Macedo, o secretário de comunicação Welington Costa, e o vereador Reinaldo Barbosa (Rei), visitaram algumas comunidades da cidade portuária, objetivando conhecer de perto o problema, bem como, buscar soluções emergenciais para amenizar a situação atual dos moradores que tiveram suas casas atingidas pelas chuvas. Cinco famílias tiveram que deixar suas casas e foram abrigadas no Centro Comunitário do bairro.
“O local onde foram construídas as 63 casas no Loteamento Parque Esperança no Renascer, entregues no último ano da gestão anterior, é extremamente baixo, sem condições de moradia, pois não possui infraestrutura que possibilite o escoamento das águas. Uma das soluções mais urgentes para resolver o problema será, no período de estiagem, a Prefeitura em parceria com a CBTU, mandar fazer um pontilhão por baixo da linha férrea, para garantir o escoamento das águas que ali se acumulam no inverno”. Disse Fernando Macêdo, Coordenador da Defesa Civil de Cabedelo.
Wellington Costa, secretário municipal de comunicação, esteve no local e disse que os projetos para resolver os problemas de infraestrutura enfrentados pelos moradores do bairro Renascer e adjacentes, estão em fase de conclusão. “A prefeitura irá realizar estudo da situação, para evitar que isso se repita nos próximos anos. O problema é sério e é preciso estudo técnico para resolvê-lo. O que nos deixa surpreso é que os imóveis foram entregues em dezembro, no último mês da gestão anterior e já se encontram com diversos problemas de infraestrutura". Concluiu Costa.
Da Redação com Edição de Aguinaldo Silva
Fonte: G1-PB/Secom-PB/Secom-Cabedelo

Fotos: Walter Paparazzo/Elias Martins/Ricardho Paiva.
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger