Vereador Lúcio José elogia união dos parlamentares e da classe política paraibana em defesa do Porto de Cabedelo

O vereador cabedelense Lúcio José (PRP), que iniciou as mobilizações pela manutenção da cabotagem no Porto de Cabedelo, parabenizou todos os parlamentares pela união suprapartidária em prol do município.
Em conjunto com os vereadores Belmiro Mamede (PRP), Jacqueline Monteiro (PRP), Márcio Bezerra (PP) e Artur Cunha Lima Filho (PRTB), Lúcio José propôs uma Sessão Especial na Câmara Municipal de Cabedelo, no final de julho, para discutir soluções contra o fechamento do Terminal de Distribuição no Porto de Cabedelo, iniciativa que contou o apoio de todos os outros 10 vereadores cabedelenses: o presidente da Câmara, Lucas Santino (PHS), Tércio Dornelas Filho - Tercinho (PSL), Junior Datele (PMDB), Fernando Sobrinho (PHS), José Eudes (PP), Reinaldo Barbosa - Rey (PT), Graça Rezende (PMDB), Rosivando Neves (PT), José Francisco Pereira (PSB), Moacir Dantas (PP), além do Poder Executivo Municipal e Estadual, deputados e senadores paraibanos.
“Nossa Sessão Especial teve a força de unir todos os 15 vereadores, o Poder Executivo e a bancada Federal da Paraíba, onde formamos uma comissão suprapartidária para irmos à Petrobras e ao Ministério das Minas e Energia, em busca da manutenção da cabotagem no nosso Porto. Após muita luta e várias reuniões, conseguimos sensibilizar a Petrobrás em não fechar o seu Terminal de Combustíveis Porto de Cabedelo, garantindo a manutenção de mais de 500 empregos diretos além, é claro, da arrecadação do Município”, esclareceu o vereador.
Lúcio José comentou ainda que, caso não se confirmasse a manutenção da cabotagem no Porto, os prejuízos, para os cabedelenses e para a Paraíba inteira, seriam incalculáveis: aumento no preço dos combustíveis (gasolina, diesel e etanol), aumento da inflação local, elevação dos custos das empresas de transporte da Paraíba, perdas nos tributos municipais (ISS) e estaduais (ICMS), além de uma queda estimada em até R$ 6 bilhões por ano na movimentação econômica do Porto de Cabedelo. A mudança, em efeito cascata, também eliminaria centenas de empregos nas empresas do segmento no Porto paraibano.
“A atuação imediata da Câmara Municipal de Cabedelo foi fundamental para conquistarmos uma solução positiva, através do empenho de todos os vereadores, que não pouparam esforços para alcançar o resultado esperado. Hoje, Cabedelo pode ficar tranquila, pois nada mudará nas atividades portuárias”, finalizou o vereador.

Fonte: Assessoria do Vereador
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger