Marquise não comparece a sessão especial na Câmara de Cabedelo e vereadores decidem instalar a “CPI do Lixo”

Convidada para participar de uma Sessão Especial da Câmara de Cabedelo onde se discutiria as denuncias feitas pela população, contra a prestação dos serviços da marquise, no tocante a coleta de lixo da cidade portuária, a empresa não compareceu e nem mandou representante, deixando os vereadores e a população que se fez presente, a ver navios. As justificativas da empresa não convenceram os parlamentares e ainda pretendiam pautar o Poder Legislativo cabedelense, determinando datas para virem a Câmara. Essa conduta irritou alguns parlamentares que, indignados, decidiram pela instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o contrato da empresa com a prefeitura, averiguar/fiscalizar a prestação dos serviços e abrir a caixa preta da marquise em Cabedelo.
Para o autor da propositura, vereador Moacir Dantas (PP), uma empresa que detém um contrato mensal de aproximadamente R$ 700 mil reais, não pode desrespeitar o parlamento da cidade da forma como fez. “A justificativa é de que um funcionário não mora na cidade e ainda teve a ousadia de marcar uma data, ou seja, queria pautar este poder”, afirmou o parlamentar indignado.
Marcelino Ferreira, presidente da Associação de Moradores de Oceania VI e Dona Maria do Carmo, liderança do Portal do Poço, compareceram a sessão para denunciar os descasos da empresa para com aquelas comunidades. “Nem a prefeitura e nem a empresa fiscalizam o trabalho e as equipes fazem o que querem nas ruas e não recolhem o lixo como deveriam nestas comunidades” denunciou dona Caminha. “Fiscais da empresa manda a população jogar o lixo próximo a linha férrea para não entrarem nas ruas de Vila Feliz. Isso gera um processo de desconstrução pedagógica dos moradores que deveriam ser orientados a não jogar seu lixo na rua”, afirmou Marcelino.
O líder do governo vereador Rosivando (PT), disse na tribuna da casa que a prefeitura vem pagando mensalmente a marquise, inclusive os atrasados deixados pela gestão anterior. “Tenho informações de que o contrato feito por Zé Regis com a Marquise vai até 2015. A empresa disponibiliza apenas 20 servidores para fazer a coleta no município. Tem como obrigação contratual fazer a coleta das ruas próximas ao mangue no Jardim Manguinhos e não o faz, deixando a comunidade a mercê dos serviços”. Denunciou o vereador do PT.
Representando o governo municipal na sessão, o vice-prefeito Leto Viana, reconheceu que os serviços estão aquém dos esperados e disse que se fosse o prefeito, suspenderia o pagamento até que a empresa melhorasse os serviços. “Luceninha será informado do que foi discutido e vai tomar as providencias cabíveis.” Afirmou o vice.
O vereador Lucio foi taxativo “a culpa é da prefeitura que paga por um serviço e não fiscaliza. É como se eu colocasse um pedreiro para fazer minha construção e ele não a fizesse, de imediato eu suspenderia seu pagamento. É o que a prefeitura deve fazer com a marquise, suspender seus pagamentos e até rescindir o contrato já que os serviços não estão sendo prestados”. Sugeriu o vereador.
Já o Vereador Arthur Cunha Lima Filho (PRTB), disse existir uma caixa preta nos serviços de limpeza da cidade. “Os serviços de limpezas de Cabedelo estão na secretaria de obras quando deveria está na de serviços Urbanos, foi por isso que deixei a secretaria, pois levava a culpa de um serviço mal feito e que não era minha secretaria que o fazia” disse Arthur. O parlamentar insinuou que dispõe de um dossiê com fotos e vídeos das possíveis irregularidades da empresa no município.
Diante das graves denuncias de prestação de serviços inadequados na coleta do lixo do município, bem como da falta de respeito da empresa para com o Poder Legislativo da cidade e aproveitando a sugestão do vereador Tercinho (PSL), os parlamentares decidiram pela instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, para apurar as denúncias e abrir a caixa preta da marquise no município de Cabedelo.
Segundo o presidente da casa vereador Lucas Santino – PHS, conforme as determinações do Regimento bastam apenas cinco assinaturas para instalação da CPI, “como podemos ver pelas falas e indignação dos parlamentares, a CPI será instalada com o apoio da maioria absoluta dos parlamentares desta casa”, Afirmou o presidente acrescentando que, “o requerimento será apresentado na sessão da próxima terça-feira e poderá ser votada e instalada já na mesma sessão ou na sessão seguinte”. Informou o presidente vereador Lucas Santino.
Texto e Foto: Aguinaldo Silva
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger