25 anos depois Cabedelo elege duas vereadoras e as mulheres administram 21% das prefeituras e já são 14% das vereadoras na Paraíba


Na política paraibana, as mulheres são a minoria. Dos 223 municípios da Paraíba, apenas 21% são comandados por mulheres, um total de 48 prefeitas. Nas Câmaras Municipais, o número é ainda menor. Elas são apenas 14% das vereadoras do estado. Enquanto 320 mulheres conseguiram chegar ao cargo, um total de 1.865 homens foram eleitos em 2012, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas Massaranduba, na Região Metropolitana de Campina Grande, vai contra as estatísticas e tem como maiores autoridades políticas duas mulheres que garantem fazer a diferença.
Tanto a prefeita Joana D’arc Coutinho (PSC) quanto a vice-prefeita Maria do Socorro Rogério (PTB) afirmam: o sexo feminino tem mais cuidado e mais paciência na hora de gerir uma cidade. “Queremos cuidar das famílias. A mulher tem mais essa preocupação, de fazer análises mais comedidas na hora das ações, com planejamento”, comentou Joana D’arc.
Antes de assumir o cargo, Maria do Socorro não acreditava que o gênero pudesse influenciar na gestão, mas mudou de ideia. “Depois que entrei, estou vendo que tem diferença. A mulher tem mais carinho, mais atenção, mais paciência”, disse. As duas já integraram gestões anteriores em Massaranduba assumindo secretarias. Mas agora a responsabilidade é maior.
 “Toda mulher tem três jornadas: familiar, profissional e social. Eu tenho duas filhas, que já são maiores de idade, independentes, então fica mais fácil de conciliar. Todos os dias estou na Prefeitura e, quando não estou, estou resolvendo problemas em Campina Grande ou até mesmo em João Pessoa”, relatou a prefeita. Maria Rogério já estava mais acostumada com a vida política. Filha e esposa de políticos, ela explicou que já foi candidata em 2008 e perdeu por poucos votos.
Para ela, ser mulher acabou sendo uma vantagem na hora das eleições. “Eu não queria entrar na política, mas o povo do município me incentivou. Eles queriam ver as mulheres”, explicou. Ela ainda garantiu que o cargo de poder não atrapalha a vida em casa. Com dois filhos jovens, de 20 e 17 anos, ela disse não encontrar problemas. “Dá para conciliar. Eles já nasceram nessa vida de pais políticos, já estão acostumados”, brincou.
Fonte: G1PB
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger