“Cabedelo e seus problemas”, segundo o Promotor Valério Bronzeado.


“A Promotoria de Justiça é onde deságuam as reclamações de toda sorte, em especial dos problemas básicos que afligem a comunidade frente à administração pública. Por isso ela é um ponto de observação privilegiado. Relacionei dez problemas de Cabedelo na visão do Ministério Público”, escreveu o promotor Dr. Valério Bronzeado.
A saber:
1) Não há centro de referência de atendimento à pessoa idosa;
2)Falta de funcionamento dos conselhos de participação  popular como o antidrogas, o  da Criança e do Adolescente, do Meio Ambiente, do Idoso, de segurança pública  e outros ;
3) Há importante decisão judicial a ser cumprida, com  multa diária para que o  município  faça campanhas de mobilização e educação ambiental  e promova a coleta seletiva com a reciclagem do lixo em Cabedelo;
4) Criação de animais em  área urbana, disseminando agentes causadores de doenças, como carrapatos etc; 
5)  Funcionários  sem concurso em excesso, fato que prejudica o desempenho dos serviços públicos e desequilibra o sistema democrático;
6) Baixa capacidade de atendimento do SUS .  Na área de obstetrícia, por exemplo, há pactuação e recebimento de recursos para 700 partos anuais. O município, porém, realiza pouco mais de 200 desses procedimentos e sobrecarregada João Pessoa. Há falta de fornecimento de medicação de uso contínuo;
7)  A  maioria das escolas estaduais está em situação precária. As escolas municipais são carentes de espaços para recreação e atividades físicas. Poucas salas de informática funcionam, embora o governo federal tenha doado os equipamentos necessários. Há déficits de creches e pré-escolas. Falta uma biblioteca modelo municipal.
8) Não há  um sistema cicloviário municipal, embora  a lei de Mobilidade urbana  imponha esse meio de transporte;
9) Falta um “censo fundiário”  para aplicação do Estatuto das Cidades;  Por  fim, o principal problema:
10 ) baixa  atuação fiscalizadora da Câmara Municipal. Embora a Câmara Municipal gaste perto de setecentos mil reais mensais de manutenção, os vereadores não tem esquema de fiscalização sistemática e eficaz visando auxiliar o gestor na resolução dos problemas que afligem a população.
O Ministério Público concita os vereadores eleitos para formar parceria. A criação de comissões temáticas para fiscalizar e tentar aprimorar a administração pública de Cabedelo para que esta atue dentro das raias da excelência é um bom, oportuno e adequado, caminho.
Texto do Dr. Valério Bronzeado
Promotor de Justiça de Cabedelo

Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger