MP fiscaliza abandono de computadores encaixotado há três anos em escolas da rede publica de Cabedelo.



Após constatar o abandono de computadores que deveriam servir aos alunos da rede publica de ensino em Cabedelo e estariam, há mais de três anos, encaixotados dentro de prédios da secretaria de educação do município, o Ministério Público anunciou a criação de um programa sistemático de fiscalização do sistema de ensino público, estadual e municipal, em Cabedelo.
De acordo com informações do MP, já foram expedidas várias recomendações, inclusive para instalação imediata dos computadores nas salas de informáticas, sob pena de improbidade, sem prejuízo da apuração das responsabilidades por esta omissão. A apuração de eventuais irregularidades e má utilização dos computadores ficará a cargo do MP Federal em razão de terem sido doados pelo Governo Federal.
Promotor Valério Bronzeado
Após tomar conhecimento de que computadores doados estavam sem utilização alguma nas escolas estaduais e municipais de Cabedelo, o promotor Dr. Valério Bronzeado visitou as escolas e constatou a existência dos computadores que jaziam nos depósitos e prometeu providências. Convocou e ouviu diretoras de escola, professores, aluno e prepara um relatório completo. Alem disso, oficializou o Secretário Estadual e Municipal de Educação, dando-lhes prazos para que sejam sanadas as irregularidades encontradas.
Após receber as recomendações do MP, a secretária municipal de educação, Dra. Eloisa, determinou a imediata instalação dos aparelhos nas diversas escolas do município. Acontece que, em algumas delas, a rede elétrica não estavam compatíveis com os equipamentos e isso provocou curto-circuito em várias escolas, inclusive, as deixando sem energia, como aconteceu nas Escolas Damásio Franca e Elizabeth Ferreira. “Estamos sem algumas aulas porque foram ligar os computadores e queimaram a instalação elétrica do colégio”, afirmou Gabriel, estudante da escola Elizabeth Ferreira, no Renascer II.
O MP propõe aos vereadores da próxima gestão que façam sua parte, auxilie a promotoria a manter uma fiscalização sistemática para evitar tais desperdícios dos recursos materiais e financeiros, públicos. Afinal, é uma das competências dos vereadores que, ao custo de R$650.000,00 por mês, tem o dever de fiscalizar e cobrar bons serviços para o povo. “Poderíamos criar comissões temáticas para atuação conjunta. Afinal, todos nós queremos o bem de Cabedelo e, unidos, teremos mais força e efetividade”, afirmou o promotor Dr. Valério Bronzeado.
São, no mínimo, cinco as funções básicas de um vereador: Fiscalizar as obras e a aplicação dos recursos públicos; Legislar (fazer Leis) para o bem comum de todos os cidadãos; Mediar e encaminhar os conflitos e demandas coletivas e individuais da sociedade; Assessorar o prefeito encaminhado sugestões para o bom funcionamento dos serviços e da máquina pública; Administrar, internamente, a Câmara Municipal.
Se a sociedade fosse mais vigilante e os vereadores fizessem seu papel, ou seja, fiscalizassem, não haveria desperdício de computadores, escolas sem ventiladores, sem janelas, com pouca área para recreação e esportes, com ar condicionado sem funcionarem, entre outros problemas constatados na visita do MP. É função do vereador investido na imunidade parlamentar, fiscalizar, denunciar na tribuna da casa e ao Ministério Público, as aplicações incorretas dos recursos públicos, principalmente, do FUNDEB.
Tais práticas só não acontecem nas escolas da rede municipal do município de Cabedelo. Na escola estadual Abreu e Lima no Renascer II, várias máquinas estão paradas há mais de cinco anos e já começam a ficarem obsoletas. Os computadores do Abreu e Lima foram doados ainda no governo Cássio, pelo programa de inclusão digital nas escolas, do governo em parceria com Microsoft e financiado com recursos do Bird. Além disso, professores, alunos, pais e toda sociedade, podem e devem fazer sua parte, denunciar aos órgãos competentes. Isso é controle social funcionando e fiscalizando a aplicação dos recursos que são de todos.
Texto Aguinaldo Silva
Fotos: Internet
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger