“Trócolli Júnior pode ter dado um tiro no pé e nunca mais ser votado em Cabedelo”


É o que afirma seu Jesemir Martins, morador de Cabedelo ouvido por nossa reportagem na Praça Venâncio Neiva, Centro da cidade portuária. De acordo com seu Josemir, o deputado cometeu uma série de erros ao decidir aportar na cidade e concorrer à prefeitura local e isso poderá lhe trazer dissabores futuros.
“primeiro saiu do partido onde foi eleito para vários mandatos, embarcando em uma canoa que pensava ser um navio. Desembarcou em Cabedelo atropelando o processo normal e, como um tsunami, desestabilizando alguns partidos políticos e as candidaturas postas. Depois afirmou que os políticos da cidade eram todos corruptos, incompetentes e atrasados, atraindo o ódio da casse política local para si e seu projeto. Em seguida espalhou algumas informações anunciando como sendo ele, o responsável por obras (passarela do Renascer, píer do jacaré) que há tempo as comunidades reivindicavam e que se quer tinha ele, a segurança da devida conclusão. Alguns até creditam ao mesmo, os panfletos apócrifos espalhados na cidade contra o candidato que liderava as pesquisas. Não satisfeito com o rosário de erros cometidos no afã de conquistar a prefeitura e governar o terceiro orçamento do Estado, apontou sua metralhadora para as poucas lideranças que conseguiu juntar em torno de seu projeto, tachando-as de mercenárias e afirmando que ‘se vendesse tudo o que tinha ainda não teria como sanar as demandas’ solicitadas pelas lideranças viciadas existentes na cidade. Por último,quando resolveu voltar a seu antigo partido (PMDB), cometeu outro erro e uma infidelidade, ao afirmar que não votaria no candidato da legenda na cidade e que é majoritário, segundo as pesquisas. Um político que age assim está fadado a não mais ser votado na cidade e poderá não lograr êxito em futuras pretensões.” Disparou seu Martins.
O deputado estadual Trócolli Júnior, de volta ao PMDB, falou sobre os bastidores da sua desistência da disputa pela Prefeitura de Cabedelo. Negou arrependimento e resolveu abrir o jogo revelando uma quebra de acordo. Segundo o parlamentar, os três candidatos na disputa tinham um acordo de unir as forças para que apenas os dois mais cotados nas pesquisas fossem às urnas, no entanto, esse acordo não foi cumprido.
“Quando percebi que não havia o interesse do terceiro candidato fazer uma junção de forças eu decidi desistir, pois percebemos que essa disputa iria apenas me desgastar, decidi então que não seria viável nesse momento entrar na disputa além de que nós também corríamos o risco de não termos sucesso”, revelou.
O parlamentar ainda disse que não se arrepende de ter colocado o nome na disputa e tampouco de ter se filiado ao PSD para fazer valer o direito de competir ao pleito. “Não me arrependo de forma nenhuma porque sei que consiguimos plantar uma semente e teremos quatro anos para cultivar essa semente. Não irei apoiar nenhum dos candidatos. Nós plantamos uma semente e vamos cuidar dessa semente e a partir de janeiro, quando o novo prefeito assumir, eu estarei novamente cobrando que sejam cumpridas todas as promessas de campanha que foram realizadas agora”, destacou.
A entrevista do deputado Trocolli Junior foi veiculada no programa Correio Debate, no Sistema Correio Sat e reproduzida no PB Agora.
O deputado Trócolli Júnior explicou nesta quarta-feira (25) porque resolveu voltar ao PMDB após oito meses de rompimento com a legenda. Segundo o parlamentar, houve uma tentativa de aproximação do governo estadual, mas o tratamento dispensado aos deputados pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) o fizeram repensar sua colocação na Assembleia Legislativa.
“Existe uma história minha dentro do PMDB, mas minha questão não é apenas o PMDB, é também o tratamento do governo com os deputados. Ele é desatencioso. O governo diz que não precisa da liderança política porque vai direto ao povo, mas esquece que os deputados têm demandas da população”.
Aguinaldo Silva 
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger