A Paraíba está de luto: Faleceu na manhã deste sábado (7) o poeta e ex-governador Ronaldo Cunha Lima

A Paraíba está de luto. Faleceu às 09h30 deste sábado (7), em seu apartamento, no bairro de Tambaú, em João Pessoa, o ex-governador Ronaldo Cunha Lima.O 'Poeta' estava sendo submetido ao tratamento de câncer no pulmão,A informação foi confirmada pelo senador Cássio Cunha Lima, através de sua conta no Twitter: “Os Poetas não morrem! O Poeta Ronaldo Cunha Lima, após uma vida digna, descansou”,  informou o senador.Ronaldo  vinha enfrentando um câncer no pulmão desde 2011. O estado de saúde do ‘Poeta’ ficou delicado há pouco mais de uma semana.
Em função disso, Cássio se afastou das atividades do Senado Federal para acompanhar o pai na capital paraibana. Filho de Demóstenes da Cunha Lima e de Francisca Bandeira da Cunha Lima, conhecida como Dona Nenzinha, Ronaldo casou com Maria da Glória Rodrigues da Cunha Lima e teve quatro filhos: Ronaldo Cunha Lima Filho, Cássio Cunha Lima, Glauce Cunha Lima e Savigny Cunha Lima. Ronaldo foi o político que mais ocupou cargos públicos na Paraíba, nunca perdendo nenhuma disputa direta. Apaixonado pela língua portuguesa, ele foi autor de vários livros, sendo membro titular da Academia de Letras de Campina Grande e da Paraibana.
Durante o Regime Militar, Ronaldo foi cassado da Prefeitura Municipal de Campina Grande e exilado do Estado em 1969, só retornando à Paraíba em 1982, quando disputou e venceu as eleições, sendo reconduzido à Prefeitura de Campina Grande. Após a experiência como gestor municipal, se candidatou a governador do Estado em 1990, exercendo o mandato por quatro anos. Em seguida, foi eleito senador no ano de 1994, e deputado federal em 2002. Em 2006, foi reeleito deputado federal, este que seria o seu último mandato político, que não chegou a ser concluído por escolha do próprio Ronaldo, que renunciou ao mandato em outubro de 2007.
Breve Biografia do Poeta Ronaldo Cunha Lima
Em 1951, iniciou a vida como vendedor de jornais, depois como garçom, no restaurante do seu irmão Aluísio, trabalhou na Associação Comercial de Campina Grande, na Rede Ferroviária do Nordeste e no Cartório de D. Nevinha Tavares, tudo isso para custear os seus estudos e ajudar as despesas domésticas, porque o seu pai, pobre, faleceu muito cedo, deixando D. Nenzinha com a responsabilidade de criar e educar a família numerosa. Ronaldo também desde jovem, já demonstrava vocação para a política.
Ainda estudante, Ronaldo foi representante estudantil e vice-presidente do Centro Estudantil Campinense.
Começou a sua carreira política sendo vereador de Campina Grande, e prefeito eleito em 1968, com posse em 31 de janeiro de 1969. Em 14 de março de 1969 teve os seus direitos políticos cassados, passando dez anos no ostracismo, indo para São Paulo depois para o Rio de Janeiro recomeçando a sua carreira de advogado. Anistiado, em 1982, foi reconduzido à prefeitura de Campina Grande, pelo voto popular, no seu mandato á frente da PMCG (1983/1989) teve como Vice-Prefeito Antônio de Carvalho Souza, um vice muito atuante na Administração, o qual assumiu a titularidade do mandato por trinta e três vezes no curso do mandato. Construiu o Parque do Povo com um projeto já criado pelo prefeito precedente Enivaldo Ribeiro, a terceira adutora, a Casa do Poeta, dentre outras obras. Foi governador do estado da Paraíba (1991/1994), Senador da República (1995/2002) e foi deputado federal, eleito em pela 1ª vez em 2002 com mais de 95 mil votos e reeleito em 2006 com 124.192 votos.
Poesia
Estudioso da obra do poeta Augusto dos Anjos, Ronaldo participou com brilhantismo, do programa de televisão, Show sem Limite, respondendo sobre a vida e a obra do grande poeta paraibano.
È autor da petição em versos intitulada de " Habeas Pinho" que está espalhado por diversos escritórios de advocacia , restaurantes e bares do Estado da Paraíba.
Membro da Academia Campinense de Letras, Membro do Conselho Federal da OAB. Ronaldo Cunha Lima ingressou na Academia de Letras em 11 de março de 1994, saudado pelo acadêmico Amaury Vasconcelos.
Em 2004, Ronaldo foi indicado para ocupar uma cadeira na Academia Paraibana de Letras (APL).
Ronaldo, lançou, entre outros livros:
50 canções de amor e um poema de espera, 1955
Livro dos tercetos - Em defesa da língua portuguesa (discurso no Senado Federal, 1998)
3 seis, 5 setes, 4 oitos e 3 noves - grito das águas (discurso no Senado Federal, 1999)
A seu serviço II, 1999
A seu serviço III, 2000
Roteiro sentimental – fragmentos humanos e urbanos de Campina Grande, 2001.
Breves e leves poemas, 2005
Velas Enfunadas, poemas à beira mar - Idéia/Forma - Editora , 2010
Poesias Forenses, Grafset/Max Limonad Editora João Pessoa - PB, 2002
Sal no rosto - sonetos escolhidos, Editora José Olympio, 2006
Poemas de sala e quarto, Geração Editorial, 1992
Poemas amenos, amores demais - Gráfica JB 2003
Azul itinerante, poesia policrômica - Editora José Olympio, 2006
Versos gramaticais, 1994
As flores na janela sem ninguém - uma história em verso e prosa , Editora José Olympio 2007
Da redação com ParaíbaJá e PBAgora
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger