Estudo de Instituto de Tecnologia da Geórgia dos Estados Unidos desvenda como mosquitos sobrevivem à chuva


O peso de um carro sobre a cabeça seria suficiente para matar qualquer pessoa normal. Os mosquitos, porém, conseguem suportar esse tipo de impacto. Pela comparação do peso, uma gota de chuva que cai sobre um mosquito é como um atropelamento para os humanos, mas, mesmo assim, eles conseguem continuar o voo.
Os insetos, aliás, se adaptam bem à chuva, tanto que o verão é o principal período de transmissão da dengue e de outras doenças que têm mosquitos como vetores.
Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, fizeram uma experiência para tentar entender como o mosquito adapta seu voo à chuva. Em uma gaiola de acrílico, eles jogaram um jato d’água que simulava a chuva, e registraram os movimentos dos insetos em câmera lenta.
A pesquisa publicada pela “PNAS”, revista da Academia Americana de Ciências, foi feita com mosquitos Anopheles, que transmitem a malária. Todos os insetos que participaram do experimento sobreviveram.
A equipe liderada por David Hu encontrou duas causas principais para explicar por que a chuva não mata os mosquitos. Um dos motivos é o exoesqueleto dos mosquitos, que é forte o bastante para deslocar uma parte do impacto.
O principal, porém, é a própria leveza do corpo, que evita um impacto mais forte. “A força da colisão deve ser igual à resistência aplicada pelo inseto”, afirmou Hu. “Os mosquitos não demonstram nenhuma resistência, simplesmente vão com o fluxo”, explicou.
A técnica, no entanto, pode ser perigosa para os mosquitos que voam rente ao chão, pois eles podem cair violentamente ou se afogarem em poças d’água.
Além de sanar uma curiosidade, o estudo serve para aprimorar o projeto de pequenos robôs, do tamanho de insetos. Esses aparelhos são usados em operações de busca em resgate, para entrar em locais de difícil acesso.
Fonte: G1
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger