Agra entrega pedido de desfiliação do PSB, sinaliza para oposição, imprensa nacional repercute e o partido emite nota


O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, entregou requerimento se desfiliando do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na manhã desta segunda-feira (18). O documento foi entregue à sede da Executiva Municipal da legenda e à Justiça Eleitoral.
“A situação ficou insustentável. Não tinha mais como permanecer no PSB após os sucessivos atos discriminatórios e desrespeitosos que sofri”, justificou Agra, dizendo ainda que a decisão foi tomada depois de ouvir a população e refletir sobre os últimos acontecimentos, incluindo a disputa eleitora interna promovida pelo partido.
“O PSB não me quer mais e nem eu sinto pertencer mais ao partido. Continuo mantendo o meu respeito e amizade aos companheiros dessa legenda que eu ajudei a reestruturar a partir de 2002 e que tive a honra de integrar a sua Executiva Nacional”, pontuou.
Luciano Agra ainda não definiu seu posicionamento político nas eleições desse ano. Segundo ele, o momento é de conversas com os partidos, mas garantiu que sua opção será pela manutenção das forças políticas que ajudaram a construir o processo de transformação social e econômica vivido pela cidade de João Pessoa nos últimos sete anos.
PSB divulga nota sobre saída de Agra
Na manhã de hoje o PSB foi mais uma vez surpreendido pela atitude do prefeito Luciano Agra que formalizou junto ao partido sua desfiliação.
Alega ele que “diante da exclusão imposta pela direção do PSB resolvi me desfiliar”. Atitude lamentável que revela a falta de compreensão ao processo partidário de escolha da candidatura do PSB para as eleições de 2012, em João Pessoa.
Processo este que se deu de maneira democrática envolvendo ampla participação e rico debate público legitimado pela observância do estatuto do PSB e pela participação do próprio Luciano Agra que ao final, consagrou Estelizabel  candidata do PSB com quase 70% dos votos dos seus filiados.
No lapso de tempo de cinco meses o PSB lidou com os conflitos advindos da dubiedade do Prefeito Luciano Agra, que declinou da sua candidatura, quis retornar e declinou novamente em reunião do diretório, buscou enfraquecer a decisão unânime do diretório municipal que indicara a pré candidatura de Estelizabel Bezerra, coagiu e demitiu integrantes do partido; construtores e colaboradores da gestão do PSB em João Pessoa.
A desfiliação desvela nesse contexto os sentimentos de distanciamento, ingratidão e deslealdade para com o projeto político que lhe deu a condição de ocupar o principal cargo eletivo da cidade sem que para isso tivesse que ter um único voto.
No entanto, a desfiliação não desanima o PSB na sua trajetória de transformar João Pessoa em uma cidade cada vez mais socialmente justa, habitável e sustentável. O PSB fez uma escolha democrática e participativa considerando a capacidade de liderança, compreensão sobre a cidade e a gestão e sobretudo, compreensão de como construir a Política.
O PSB é maior que o interesse pessoal de qualquer um de seus filiados, quando este tenta se sobrepor ao interesse coletivo. O PSB construiu uma historia de evolução dentro da cidade de João Pessoa. Historia de democracia participativa, inclusão social, desenvolvimento urbano e econômico e transparência na gestão pública.
Qualquer acidente de percurso, promovido por qualquer pessoa não põe em risco esse grande patrimônio político que o PSB conseguiu desenvolver na capital do Estado.
Mais do que nunca, diante das fragilidades políticas de pessoas, temos a convicção de fazer esse projeto em execução em João Pessoa seguir adiante, não permitindo que o retrocesso se reinstale na nossa capital.
João Pessoa-PB, 18 de junho de 2012.

Mídia nacional repercute desfiliação de Agra
SÃO PAULO - O prefeito de João Pessoa (PB), Luciano Agra, anunciou nesta segunda-feira sua desfiliação do PSB, legenda que mais cresce na região Nordeste.
Em janeiro, Agra divulgou uma carta na qual desistia de disputar a reeleição neste ano, sob a justificativa de que não era "afeito ao jogo bruto da política". Mas, no mês passado, voltou atrás e escreveu outra carta, endereçada ao presidente do partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, manifestando sua vontade de concorrer.
Como o PSB já havia escolhido o nome da ex-secretária municipal de Planejamento Estelizabel Bezerra, Agra teve que participar de uma prévia com a ex-subordinada.
Perdeu por 305 votos a 142. Um dos argumentos do prefeito expostos a Eduardo Campos foi a fragmentação da base de mais de 15 partidos. PT, PPS e PDT decidiram lançar nomes próprios.
Os petistas, que concorrerão com o deputado estadual Luciano Cartaxo, se aproximaram do PP, mesma sigla que anunciou nesta segunda-feira apoio ao ex-ministro Fernando Haddad, em São Paulo, em encontro que reuniu o pré-candidato do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Paulo Maluf, presidente estadual do PP paulista.
Fonte : Assessoria/Valor/Uol
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger