Presidente da LCD, Gororoba, recebe convidados em festa de aniversário e revela debate sobre esporte com candidatos a prefeito de Cabedelo

 O presidente da Liga Cabedelense de Desportos, Rosinaldo Elias, reunirá amigos e desportistas para comemorar seu aniversário, que acontecerá nesta quinta-feira, 24. Gororoba, como é carinhosamente conhecido em todo o Estado, receberá a homenagem dos amigos no Via Mar Restaurante, localizado na Rua da academia de Esportes, em Camboinha, a partir do meio dia.
Quem conhece Gororoba, não imagina o que este cabedelense já passou para conquistar um lugar ao sol. Nascido no antigo Pronto Socorro de Cabedelo, Gororoba foi doado pelos pais biológicos com apenas 24hs de nascido. Desde este dia, Gororoba nunca mais veria novamente seus pais biológicos, passando a conviver com o pescador Raimundo Elias da Silva e a costureira Maria de Araujo Silva, que se tornaram seus verdadeiros pais, dando-lhe carinho e educação até os dias de hoje.
Começou no esporte em 7 de setembro de 1988, ao fundar um time de futebol composto por amigos, que veio a chamar-se Amarelinho Futebol Clube. “Desde este dia até hoje, nunca mais parei de me envolver com o esporte”, conta Gororoba.
Com o sucesso do clube de futebol, foi imediatamente convidado pelos então dirigentes do Miramar Futebol Clube, Adail Bezerra Viana, para ajudar a diretoria do clube, juntamente com o saudoso Jonas Vilela.
Suas habilidades no esporte se destacaram a tal ponto, que acabou recebendo novo convite para atuar como árbitro de futebol, tanto em campeonatos de campo como de salão.  Com tanta desenvoltura, não deu outra; logo  recebeu  convite do então presidente da Liga Cabedelense de Desportos, Dei Farias, para integrar a instituição.
Na Liga, passou a ocupar várias funções, desde diretor técnico, passando a árbitro até atingir a função de diretor administrativo.
Na gestão de Antonio Manoel, foi promovido a diretor de arbitragem pela Liga. “Na época”, lembra Gororoba, “ o mandato era de apenas dois anos. No final do mandato de  Antonio Manoel, fui incentivado por um grupo de desportistas e presidentes de alguns clubes amadores, a me candidatar  a presidente da Liga Cabedelense de Desportos,e em 1999, fui eleito e permaneço até hoje”, conta orgulhoso.
Já na condição de presidente da liga conheceu doutora Socorro Leite, atual assessora jurídica da Federação Paraibana de Futebol – FPF. Segundo Gororoba, foram amizades do quilate da doutora Socorro Leite, que lhe proporcionou enriquecer o seu roll de amizades. Não demorou muito para ser apresentado ao Dr. Sebastião Sátiro da Nóbrega, “uma das maiores autoridades em legislação esportiva do Pais”, destaca.
Dentre as figuras ilustres que conheceu, lembra Gororoba, está a atual presidente da FPF, Rosilene Gomes (foto), com quem faz questão de destacar um carinho especial. “Doutora Rosilene Gomes é por mim, uma das pessoas mais queridas que conheço”, salienta. Não muito tempo depois de conhecê-lo, Rosilene Gomes, sabendo do trabalho de destaque que fazia no desporto de Cabedelo,  o convida para fazer parte do quadro de funcionários da Federação, passando a representar a entidade em vários jogos Estaduais nas mais diversas séries.
Após muitos anos de dedicado trabalho à FPF, Rosinaldo Elias (Gororoba), finalmente é promovido a função de assessor especial da presidência da entidade, cargo que ocupa atualmente. “Possuo um sentimento de gratidão imensurável pela doutora Rosilene Gomes. Culpo a ela, por hoje, eu ser reconhecido e respeitado no meio desportista em toda a Paraíba”, fala Gororoba emocionado.
“Gororoba é pau que entorta, mas não quebra”
“O nome gororoba, é oriundo do avô”, conta,  “que juntamente com o pai,construíam barcos de pesca. Na época quem tinha barco a motor era considerado rico. Meu pai (Gororoba reconhece como pai, apenas o seu genitor adotivo), construía embarcações artesanais e tinha uma exigência profissional: na hora de escolher a madeira que serviria como mastro nas embarcações. A única espécie de árvore que ele escolhia era uma a qual ele chamava pelo nome de “Gororoba”. Esta árvore, produzia uma madeira que envergava mas não quebrava com facilidade, esta característica era fundamental na escolha da madeira que seria transformada em mastro, pois, nas tempestades, ela não quebrava com facilidade. O nome da madeira, acabou sendo o apelido do meu avô (Euclides Elias), que passou para meu pai e por conseqüência, acabou passando para mim”, explica.
Além do desporto, Gororoba também teve influência na criação do evento mais badalado no período junino, já consolidado como o mais animado de Cabedelo, o “Forrogepa”.
Gororoba conta que o Forrogepa, quando criado em 2010, não tinha a intenção de ser referência na cidade, era apenas uma diversão entre amigos, mas cresceu tanto que ganhou toda a cidade, com atrações de peso na música regional nordestina. Este ano, o evento acontece no dia 6 de Junho e o nome Forrogepa se dá, como referência ao local onde são apresentadas as atrações, que fica bem frente da Cagepa, em Cabedelo.
De fé católica, mas profundo admirador da doutrina espírita, Gororoba, diz ser um grande admirador de duas grandes personalidades paraibanas, um na área desportiva, a presidente da FPF, Rosilene Gomes e outro na área política, o ex-senador Ronaldo da Cunha Lima.
“Não me considero polêmico, mas direto, sincero na hora de dizer o que tenho vontade”
Ao ser perguntado se se achava uma pessoa polêmica, Gorooba logo corrigiu e disse que não se acha polêmico, mas uma pessoa que não leva desaforo para casa. “Sou direto na forma de me expressar. Não gosta de falsidade e não demonstrar para as pessoas o que não sou. Não engulo sapo, falo a verdade mesmo, o que muitas vezes acaba gerando mal estar. Ser verdadeiro não é ser polêmico”, disse. “Na política partidária não se pode ser verdadeiro, por isso tenho problemas na política partidária justamente porque não aceito nem pratico a falsidade”, alfinetou.
Pela primeira vez, a LCD fará debate com os candidatos a prefeito de Cabedelo
Gororoba ainda revelou com exclusividade, que a Liga Cabedelense de Desportos tem planos de convidar o jornalista Wellington Costa para preparar um grande debate com todos os candidatos a prefeito de Cabedelo. De acordo com ele, o debate seria logo após as convenções partidárias, ou seja, depois do dia 30 de junho. “Já estamos articulando este projeto, que será inédito em Cabedelo. Será um debate só sobre a área esportiva, onde iremos conhecer as propostas de cada candidato na área específica do esporte. Estamos pensando no  jornalista Wellington Costa para elaborar todo o debate regras, regulamentos, organização, etc, por sua seriedade, inteligência e capacidade e que, juntamente com o também jornalista Agnaldo Silva, deverão intermediar o debate”, revelou.
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger