Construção de fábrica de cimento do Grupo Elizabeth deve gerar 1,2 mil empregos na PB


R$ 300 milhões em investimentos e oportunidades de emprego para 1,2 mil paraibanos. Devem começar na primeira quinzena de junho, as obras da fábrica de cimento do Grupo Elizabeth, na cidade de Alhandra. O empreendimento vai ocupar uma área de 50 hectares. A empresa será a segunda no ranking das 33 que mais investem na Paraíba. Juntas, elas devem movimentar mais de R$1 bilhão, até o fim do ano.
A injeção de recursos vem de iniciativas de atração de empresas do Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep).
A capacidade produtiva da empresa será de 950 mil toneladas/ano de cimento. De acordo com o engenheiro químico e coordenador do Projeto Elizabeth Cimentos, Degmar Peixoto Diniz, está prevista a geração de 800 postos de trabalho na construção civil, e uma média de 400 postos de trabalho para a montagem mecânica e elétrica. "Na etapa final, as oportunidades de trabalho podem gerar outras vagas”, adianta. Para a operação da fábrica, a previsão é gerar 400 empregos diretos e 1,2 mil indiretos.
O coordenador adiantou que já foram realizadas a audiência pública com os moradores da área e a validação do Estudo de Impacto Ambiental para a elaboração do Relatório de Impacto do Meio Ambiente. Em seguida, devem ser emitidas as licenças, prévia e de instalação, pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).
Para a diretora de Operações da Cinep, Eriene Rafael Suassuna, com a instalação de três grandes cimenteiras, nos próximos dois anos, a Paraíba tem potencial para se tornar o principal produtor de cimento do Brasil. "A produção média anual de cimento no Estado é de 2 milhões de toneladas, e até 2014, temos a perspectiva de aumentar para 7 milhões/ano”, destaca.
Meio Ambiente - O Grupo Elizabeth, dentro do conceito de desenvolvimento sustentável, traz para a Paraíba a mais moderna tecnologia para fabricação de cimento.
O empreendimento está baseado na justiça social e no respeito ao meio ambiente. "O controle das emissões de gases, ruídos, eliminação das condições inseguras de trabalho, valorização das comunidades do entorno, uso racional da água e a revitalização da Mata Atlântica são alguns exemplos desse conceito”, esclarece o engenheiro Degmar Peixoto.
Da Redação, com Secom/PB
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger