Trocolli Júnior diz no Soltando o Verbo que se eleito, governará Cabedelo com Sebastião Plácido e Luceninha.


O deputado Estadual e pré-candidato a prefeito de Cabedelo (PMDB) Trócolli Júnior, concedeu entrevista ao jornalista Wellington Costa e falou de suas metas estratégicas e fez revelações inesperadas sobre sua corrida antecipada à prefeitura de Cabedelo.
Segundo a matéria do site, “para um ‘forasteiro’, Trocolli se mostrou profundo conhecedor dos problemas do município e apresentou soluções que, no ponto de vista dele, “é o dever de casa, início do caminho a ser percorrido por qualquer candidato que venha a ser eleito para elevar a cidade portuária ao progresso, ao desenvolvimento e ao caminho de dias melhores a seu povo”.
Inteligente, não quis entrar em detalhes nem tampouco revelar quaisquer prévio contato com quaisquer outros pré-candidatos, mas deixou vazar duas afirmações que deverão repercutir. Disse que admira muito o ex-prefeito Sebastião Plácido (PCdoB) e que qualquer político inteligente que almeje a prefeitura de Cabedelo, deverá ter Plácido por perto. Já com relação à  Luceninha, disse que apesar de hoje ser seu inimigo político, o admira muito e que é seu amigo pessoal. “Certamente convidarei Luceninha e Sebastião Plácido, para participar do meu governo”, revelou Trocolli na entrevista onde respondeu ao jornalista e revelou inclusive que não tem mais como recuar na sua caminhada.
Leia a entrevista
Soltando o Verbo (SV) – Por quer se lançar como pré-candidato a prefeito de Cabedelo?
Trtócolli Júnior (TJ)- “Faz tempo que venho observando o sofrimento dos cabedelenses com a ausência de seriedade na administração do município. Fui vereador de João Pessoa, sou deputado estadual e desafio qualquer cidadão a citar algum envolvimento meu com falcatruas e corrupção. A cidade não cresce, vive no caos administrativo e essa condição me despertou a iniciativa de mostrar para os cabedelenses que eles não merecem isso, fui muito bem votado aqui e, por isso, decidi dar a minha contribuição e dividir a minha experiência política com meus amigos e conterrâneos cabedelenses – sou morador de Intermares” –, disse Trocolli lançando um convite para que a reportagem o acompanhasse por alguns dias em suas atividades pelo estado. “Lanço o convite para que você me acompanhe por três dias e veja como eu sou recebido por aonde chego pela Paraíba”, convidou.
SV - Se o senhor é tão querido nestas cidades, por que escolheu logo Cabedelo onde o senhor não é tão conhecido, para se lançar pré-candidato a prefeito? O que tem Cabedelo a ponto de lhe despertar o interesse político local lhe forçando a se afastar do parlamento estadual?
TJ - “Sou morador de Cabedelo, tenho fincadas raízes nesta cidade Wellington; pouca gente sabe, mas tenho minha contribuição na luta com os portuários”, respondeu. “Nos próximos meses, Cabedelo irá receber uma enxurrada de obras pelo Governo do Estado, muitas delas, atendendo reivindicações minhas, como passarelas na BR 230, estradas no lado oeste da cidade, etc. ”revelou.
SV - O senhor certamente está acompanhando a desenvoltura dos outros pré-candidatos a prefeito. Dentre estes, temos Luceninha que, segundo as pesquisas, possui uma vantagem de perder de vista com relação aos demais candidatos, pergunto: como o senhor pretende atingir um percentual maior ao de Luceninha que margeia entre os 50% a 53% em apenas pouco mais de nove meses?
TJ - Já possuo hoje uma equipe preparada para divulgar não só meu nome, mas minhas qualidades como homem público honesto e de projetos. Quem me conhece sabe que não sou de iludir as pessoas, falo de coração aberto e com sinceridade. O povo vai perceber isso e aliar essas qualidades, que devem nortear a vida de qualquer homem público, às propostas que tenho para Cabedelo”, respondeu.
SV - O senhor apontou dezenas de problemas que atrasam o progresso da cidade inclusive disse que é sua missão em quatro anos é fazer com que Cabedelo deixe de ser uma cidade rica com um povo pobre, pergunto: se eleito, qual será a suas primeiras medidas para que isso aconteça? O senhor pretende fazer milagre?
TJ - “Não! Não farei milagres, mas trabalharei à exaustão para que Cabedelo volte a ter seu nome limpo e volte a gozar da confiança do Governo Federal para que o município volte a receber verbas federais, o que atualmente não pode. Só com isso, poderemos começar a trabalhar e resolver inúmeros problemas como saneamento básico, moradias, saúde de qualidade etc. Isso não é fazer milagres é ter responsabilidade e vontade política. Com o orçamento que Cabedelo tem hoje e voltando a ser apto a receber recursos federais, muita coisa poderá ser feita. Hoje, é como se Cabedelo tivesse seu nome no SPC federal, e isso lhe impede de receber recursos federais”.
SV – Qual a relação de Trócolli com Luceninha ou Sebastião Plácido?
TJ - “Luceninha é meu amigo pessoal, conservo grande admiração e amizade por ele, mas atualmente, somos rivais na política”, disse. “Luceninha é um jovem inteligente e muito querido, caso eu seja eleito, certamente convidarei Luceninha para participar do meu governo, tanto ele como Sebastião Plácido, revelou Trocolli.
SV – O que poderá ser feito na saúde pública em Cabedelo?
TJ - venho mantendo uma ligação profunda com o reitor da UFPB Rômulo Polari, que já está concluindo um grande projeto para a área de saúde do município. É impossível a cidade crescer e progredir sem projetos sérios feito por quem tem competência, afirmou.
SV - Os cabedelenses não se mostram muito animados com candidatos que, digamos, não tem muita intimidade com a cidade como o senhor, a ponto de cognominá-los de ‘forasteiro’. Uma das razões para esta suposta aversão a candidatos de fora, é que estes, quando eleitos, não beneficiem os filhos de Cabedelo nos cargos públicos, trazendo pessoas de fora para ocupar estes cargos. Como o senhor vai lidar com esta situação?
TJ - “Se eleito, e isso não tem volta, vou lutar com todas as minhas forças por isso, vou procurar os filhos de Cabedelo para ocupar os cargos necessários, porém, caso não encontre contratarei até médicos dos Estados Unidos se for preciso mas, todos os cargos serão preenchidos por quem tem competência”, respondeu Trocolli.
SV – Existe alguma possibilidade de desistência da disputa e o que fazer para crescer nas pesquisas?
TJ - Nada me fará recuar, só Deus. Vou lutar até o último dia e vou ganhar essa eleição. Já mantive conversa com Lúcia Braga e certamente terei seu apoio. Ainda é cedo para qualquer afirmação.
SV - O senhor já tem negociado politicamente as secretarias ou isso ficará por conta dos futuros acordos?
TJ – (parou por alguns instantes e não respondeu a pergunta) Limitou-se a dizer que apenas a secretaria de Saúde só será preenchida se o reitor da UFPB Rômulo Polari não indicar ninguém, já que “o professor Polari tem profundo conhecimento técnico dos problemas da saúde do município sua indicação é seria e responsável”.
Comentando a entrevista Adriana Moura disse: Peço encarecidamente que o entrevistador seja um pouquinho mais imparcial na sua entrevista. Que puxa-saquismo descarado! Um entrevistador deve ser imparcial e deixar que o telespectador tire suas próprias conclusões, já você deixou a todo o momento transparecer o seu “favoritismo”. Disfarce um pouquinho!
Sandro do Sindcab disse: é claro que a saúde precisa melhorar, agora a proposta de envolver o reitor da universidade Polari, no comando da saúde é não conhecer e nem querer conhecer as verdadeiras necessidades, ora a conferencia de saúde já elegeu os objetivos para uma saúde satisfatória pra cabedelo, me 1997 o então prefeito Edezio Resende implementou esta ideia, com o senhor Dr. Junior e não deu certo, pelo contrario os mesmo sempre defende ideias ja praticada pelo Governo federal, nesta ideia de Trocolli, mostra como será seu secretariado e assessores, tenha a convicção que não será ninguém de Cabedelo.
Sandra disse: Não acho que o forasteiro seja bem vindo!!!! Existe sim cabedelenses capazes de administrar de forma eficiente a sua cidade. Já se fala na possibilidade de aliança com Luceninha e Trócolly, a bem pouco tempo o grupo vermelho PMDB estava fazendo campanha contra o forasteiro, muito interessante… Saber dos problemas e fazer PROMESSAS qualquer um faz, aliás todos fizeram… Temos que buscar exemplos dos que já fizeram algo e seguí-los! O problema dos candidatos aqui em Cabedelo é que eles subestimam a vontade popular. O povo está cansado de promessas, de conversa bonitinha, de “boa imagem” pré-eleição. O que o Deputado quer logo em Cabedelo???? É a 3º maior arrecadação, muito atraente… Porque só agora, deputado???? Saiba que o povo não é bobo!!!! Quanto aos outros, um tem um mandato de vereador, outro tem 3 (12 anos), outro te 6 mandatos(24 anos) e os demais ninguém dá atenção… Pergunto: O que fizeram por Cabedelo? Quais os projetos e exemplo de trabalho pelo povo!!!!!!! De uma coisa eu tenho certeza, para cuidar da cidade tem que ser da cidade, fora forasteiro!!!!!!!!!!
Aristóteles Mendes de Lima disse: Não tenho absolutamente nada contra o deputado Trócolli Junior, mas se ele realmente for candidato é só perca de tempo, porque o povão de cabedelo está aguardando ansioso o dia da eleição. Trócolli Junior é uma ótima opção para o senado federal em 2014. Quem viver verá! Quero parabenizar o jornalista Wellington Costa, e deixar meu comentário como sempre faço. Não resta dúvidas da capacidade e da inteligência do deputado Trócolli, Realmente só alguém muito inteligente escolheria ser candidato a prefeito de Cabedelo apesar de ser muito querido, como ele mesmo diz, pelos recantos da Paraíba. Quem enricou com promessas foi o zelador da Igreja de são Severino dos Ramos. Promessas…ah….promessas, essa é a época das promessas.
Clique aqui e acesse mais comentários sobre o assunto.
Aguinaldo Silva
Fonte: Soltando o Verbo.

Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger