Não se leva a sério a participação da sociedade na elaboração do orçamento público de Cabedelo.

Sebastião Quintans e Valdir Tartaruga são constrangidos pelo vereador Leto quando usavam a tribuna da casa em Sessão Especial para discutir o orçamento.
Lamentável o faz de conta que fazem nossos representantes para atender a lei de responsabilidade fiscal que determina a participação da sociedade na elaboração da Lei Orçamentária Anual – LOA. As entidades representativas da sociedade civil e os cidadãos comuns são alijados do processo ou desrespeitados em pleno uso da tribuna na casa que deveria ser do povo.
A ACICA (uma das mais respeitadas entidade cabedelense) é constantemente taxada e difamada por agentes públicos ligados ao governo municipal, numa tentativa infame de desmoraliza-la.
Na semana passada, atendendo ao que determina a lei, a Câmara realizou duas sessões para discutir o orçamento. Na primeira, metade dos vereadores não compareceram. A ACICA se fez presente e considerou a sessão um ato de primeira aproximação "sistematizada" da comunidade com os nossos gestores. “A Câmara tem poderes para conseguir a aprovação e a execução das propostas da sociedade no orçamento público. Temos convicção de que se a população for chamada para indicar a aplicação de nossos recursos, (estimado em mais de 153 milhões de reais para 2012) poderíamos ter maior satisfação social e melhor aplicação dos mesmos”. Disse Ernestinho Presidente da ACICA.
Infelizmente nossos agentes políticos ainda não dão a importância devida à participação da população na elaboração do orçamento. Preferem atuar com favores "doações" e outras ações assistencialistas  que contribui mais para o sujeitamento e submissão do povo. O resultado é a política de favores e o dinheiro público mau aplicado. Oxalá mudemos isso. Caso contrário Cabedelo continuará maltratada e a população indignada.
A segunda sessão foi solicitada pelo vereador Leto para ouvir os moradores de Intermares. Ouve problema na emissão dos convites e representantes como a AMI (Associação de Moradores do Intermares) não participaram do evento. Ao lamentar na tribuna da casa a ausência da AMI na sessão e criticar a falha na entrega dos convites, o Engenheiro Quintans foi agredido verbalmente pelo vereador Leto que antes já tinha rebatido de forma agressiva o discurso de outro morador, o Valdir Tartaruga proprietário do Bar do Surfista. Intervindo da mesa, Leto disse que Valdir não tinha projetos para o Intermares e seu discurso não condiziam com a prática. E afirmou que Quintans queria aparecer e fazer política na tribuna da casa.
Presente a sessão, Vitor Hugo lamentou a atitude do parlamentar e classificou como vexatório o resultado final da sessão.


Click Aqui e veja o vídeo do bate boca entre Leto e Quintans na Câmara Municipal e tire suas conclusões.

Aguinaldo Silva
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger