CCPC define ações de combate à poluição em Cabedelo

O recém-criado Comitê Contra a Poluição de Cabedelo em reunião realizada nesta ultima segunda feira (5/09/2011), da qual participaram representantes da direção do Porto de Cabedelo, dos Poderes Executivo e Legislativo do Município, das empresas operadoras, e dos movimentos sociais (sindical, comunitário, ecológico e religioso) estabeleceu uma serie de medidas de combate à poluição a curto e médio prazo com inicio de ações previstas ainda para este mês.


A segunda reunião do Comitê Contra a Poluição de Cabedelo teve inicio as 10h00 e foi até as 13h00, contou com a participação de 21 organizações governamentais, não governamentais e empresárias. A reunião foi coordenada pelo presidente do Sindicato dos Transportes de Carga da Paraíba, José Arlan Silva R Junior, passada posteriormente, para o professor Carneiro da ADESPB e para Wilber Jacome, Presidente da Cia Docas/PB. Ao final da reunião que reconhecida unanimemente como bastante produtiva foi apresentado pelos membros do CCPC as seguintes ações de combate a poluição:
1-Diminuição das cargas (altura) – O pet coke  será depositado nos caminhões esticando o bico da moega , o que evitará a corcunda do camelo.
2- Trabalhar com frota própria – Assim se terá um controle maior dos veículos de carga podendo ser monitorados de forma mais apropriada;
3 - Implantação de telas – As telas terão como objetivo principal  impedir que partículas do pet coke seja levado pelo vento em forma de poeira.  
4 – Implantação de Sistema de aspenção  (borrifamento) – Com esse sistema a massa do pet coke será constantemente aguada impedindo assim de ser levado pelas correntes de ar;
5 – Já foi adquirida uma varredeira por sucção – O que não só evitará a poeira que sobe quando da varredura normal, como ainda,  contribuirá para retirada do acúmulo de lixo nas vias públicas próximo a área do porto,  que entope bueiros e bocas-de-lobo, obstruindo o escoamento das águas pluviais e contribuindo para o alagamento de ruas, avenidas e demais áreas urbanas
6 - Aquisições de 40 lonas com logo da empresa e tipo de carga – assim a comunidade saberá qual produto é transportado e qual a empresa o está transportando, possibilitando direcionar qualquer reclamação e ou, sugestão;
7 - Aquisição de um lava pneus para o porto – Com este equipamento haverá uma redução significativa da poluição do ar provocada pela liberação da sujeira dos pinéus dos caminhões que fazem o transporte;
8 – Implantação de um programa de controle e monitoramento da qualidade do ar – Com esse programa será possível acompanhar a situação do ar nas dependências e imediações do Porto de Cabedelo.
Ao termino da reunião o presidente do Sindicato dos Transportes de Carga da Paraíba) José Arlan Silva Junior, propôs a criação de grupos de trabalho para encaminhar as  decisões do CCPC, afim de garantir o cumprimento das mesmas. Já Betinho Miranda da ACPSE propôs uma visita de todos os presentes as instalações do petcoke, bem como, aos porões dos navios onde o mesmo é transportado para observar as condições em que é feito os trabalhos. Ambas as propostos foram aceitas, ficando marcado, inclusive para o dia 12 do mês em curso.
Participaram da reunião: Darloza Braga (ADESPB), Ilma Viana (Rede Solidaria SOS Cabedelo), Jaêmio Carneiro (SOS Verde), Manoel Francisco(Transportes Cabedelo), Wilber Jacome- ( Presidente da Cia Docas/PB), Jonatan Oliveira(SETCE/PB), José Arlan Silva R Junior- Sindicato dos Transportes de Carga da Paraíba),  Marcio Madruga (Comitê de Defesa do Porto), Gilberto Henrique Miranda( ACAPSE), Joao Manuel Lima( TECOP), Carlos Alberto Sind. Estiva), Freed Wiliam- CAPP/  Cabedelo noticias), Ernestinho (ACICA), Franscisco Noberto - (Paroquia Camboinha), Ricardo Taboza (Intersindical Portuária), Marcos Patricio (Cabedelo), Everaldo Viana- União Cabedelense das Associaçãoes e do Movimento Comunitário, Rosivando Vaiana (CONTTMAF), Walber Farias- Prefeitura Municipal de cabedelo / Sec. Meio Ambiente), Vereadoor Fabio Oliveira e Vereador Wellington Brito (Câmara Municipal).
No último dia 02/09 o assunto foi debatido em uma plenária no Teatro Santa Catarina. Na oportunidade foi sugerido que as empresas deveriam acondicionar o produto em tela em sacos como fazem com o cimento. Essa providencia resolveria a questão da poeira.
Fonte: Assessoria CCPC
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger