Quantidade de “apadrinhados” já ultrapassa "efetivos" na folha de pessoal da Prefeitura de Cabedelo

A Prefeitura de Cabedelo tem 2.998 funcionários em seu quadro funcional. Porém, 1.532 cargos são ocupados por "servidores comissionados" e "prestadores de serviços" que não têm qualquer vínculo com a administração pública municipal. Trocando em miúdos, mais da metade do quadro funcional é formada por "apadrinhados políticos" do prefeito Zé Regis (PDT), ao serem nomeados ou mantidos sem concurso público como determina a Constituição.
 Quantidade de “apadrinhados” já ultrapassa "efetivos"  na folha de pessoal da Prefeitura de CabedeloApesar de ter realizado concurso público no ano passado, a Prefeitura de Cabedelo adota uma prática bastante comum entre gestores que procuram 'driblar' a Lei, ao contratar de forma indiscriminada em nome do "excepcional interesse público". As contratações vão de agentes de limpeza, advogados, assistentes sociais, auxiliar de sala, farmacêuticos, enfermeiros, costureiras, mecânico, médicos, sonoplasta, tratorista e até cabeleireiro. 
CABEDELO
 Percebe-se desta forma, que o prefeito de Cabedelo está na lista dos gestores que não atenderam a recomendação do Ministério Público, que determinou a exoneração de todos os servidores contratados sem concurso público. A ação do MPPB visa corrigir abusos cometidos por prefeitos como Zé Régis. Cabedelo é hoje uma das Prefeituras da Paraíba com maior número de contratações, ficando atrás somente de João Pessoa que tem quase 11 mil prestadores de serviços.
Cabedelo
CONCURSO PÚBLICO

 No ano passado, o Ministério Público instaurou um inquérito para investigar o concurso público realizado pela Prefeitura de Cabedelo. A promotoria recebeu reclamações de supostas irregularidades, entre elas, problemas na tradução da prova para a linguagem brasileira de sinais (Libras) para os candidatos surdos; os valores da taxa de inscrição e provas que tiveram questões copiadas integralmente de livros.
Na ocasião, o promotor de Justiça Valério Bronzeado concedeu prazos para que o prefeito e a empresa responsável pelo concurso (o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação - IBFC) se pronunciassem sobre o caso.
No edital, o município ofereceu 890 vagas para diversos cargos e as provas foram aplicadas no dia 16 de maio. O valor das inscrições variou de R$ 50,00 para cargos de nível fundamental a R$ 120,00 para cargos de nível superior.
Vários aprovados neste concurso já ingressaram com ações na justiça com o objetivo de garantir suas nomeações, porém até o momento o prefeito ainda não os convocou.
Fonte: Clilson Júnior/ClickPB
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger