Metade dos servidores da Prefeitura de Cabedelo são “apadrinhados” de Zé Regis


A Prefeitura de Cabedelo tem 2.959 funcionários em seu quadro funcional. Porém, 1.485 cargos são ocupados por “servidores comissionados” e “prestadores de serviços” que não têm qualquer vínculo com a administração pública municipal. Trocando em miúdos, metade do quadro funcional é formada por “apadrinhados políticos” do prefeito Zé Regis (PDT),ao serem nomeados ou mantidos sem concurso público como determina a Constituição.. 
Apesar de ter realizado concurso público no ano passado, a Prefeitura de Cabedelo adota uma prática bastante comum entre gestores que procuram ‘driblar’ a Lei, ao contratar de forma indiscriminada em nome do “excepcional interesse público”. As contratações vão de agentes de limpeza, advogados, assistentes sociais, auxiliar de sala, farmacêuticos, enfermeiros, costureiras, mecânico, médicos, sonoplasta, tratorista e até cabeleireiro.
Percebe-se desta forma, que o prefeito de Cabedelo está na lista dos gestores que não atenderam a recomendação do Ministério Público, que determinou a exoneração de todos os servidores contratados sem concurso público. A ação do MPPB visa corrigir abusos cometidos por prefeitos como Zé Régis. 
Cabedelo é hoje uma das Prefeituras da Paraíba com maior número de contratações, ficando atrás somente de João Pessoa que tem quase 11 mil prestadores de serviços.
Concurso Público 
No ano passado, o Ministério Público instaurou um inquérito para investigar o concurso público realizado pela Prefeitura de Cabedelo. A promotoria recebeu reclamações de supostas irregularidades, entre elas, problemas na tradução da prova para a linguagem brasileira de sinais (Libras) para os candidatos surdos; os valores da taxa de inscrição e provas que tiveram questões copiadas integralmente de livros.
Na ocasião, o promotor de Justiça Valério Bronzeado concedeu prazos para que o prefeito e a empresa responsável pelo concurso (o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC) se pronunciassem sobre o caso.
No edital, o município ofereceu 890 vagas para diversos cargos e as provas foram aplicadas no dia 16 de maio. O valor das inscrições variou de R$ 50,00 para cargos de nível fundamental a R$ 120,00 para cargos de nível superior. 
Vários aprovados neste concurso já ingressaram com ações na justiça com o objetivo de garantir suas nomeações, porém até o momento o prefeito ainda não os convocou.

Fonte: Soltando o Verbo/Click PB
Compartilhe este artigo :

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger